Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se
Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se

Solucionado (ver solução)

A rotina de um programador

Fala aí professor queria um conselho. Eu tô estudando pra tirar minha certificação. O que quero saber as vezes em entrevista fico tenso como é a rotina de um programador de empresa. Exemplo se eu fosse contratado hj como é a rotina de um programador tem saber tudo sem consultar. Se poder me ajudar nisso fico até mais tranquilo em uma próxima entrevista. Por o que vem na minha mente é: será que vou dá conta vou saber fazer sem consultar...obrigado desde já

1 resposta
solução

Oi Filipe, tudo bem?

Em algumas entrevistas pra vaga de programação, às vezes é permitido consultar, porque a empresa entende que a consulta à internet faz parte da rotina de trabalho. Já em outras empresas, o teste de admissão exige conhecimento mais teórico e é feito com papel, lápis e borracha. De qualquer forma, você pode se preparar para essas duas situações:

1) Pratique programação sempre que possível. A cada assunto novo estudado, baixe códigos de exemplo e tente recriar o que foi aprendido nas aulas. Depois crie um outro projeto "do zero" e faça tudo novamente, até você ter uma noção clara das técnicas, métodos, classes, instruções, sintaxe, etc. envolvidos no assunto. Pratique isso para você reter o conhecimento prático das aulas.

2) Pegue um caderno e anote os pontos importantes da teoria. Faça listas, anote suas dúvidas, escreva com suas palavras a teoria por trás de cada assunto. Por exemplo, pegue uma folha de caderno e explique de forma resumida numa página: "o que é herança de classes?". Se você sentir dificuldade em explicar (o que vai acontecer, com certeza), consulte esse assunto novamente, depois volte à sua folha de papel e continue. Faça isso para os assuntos mais importantes.

Acredito que estudando assim você pode avançar nas duas frentes, tanto na prática quanto na teórica, e mesmo que esse método de estudo demore um pouco mais, você vai conseguir reter o conhecimento por muito mais tempo e ter mais segurança durante as entrevistas de emprego.

Caso você não consiga emprego após a entrevista, é sempre importante fazer um balanço da entrevista: chegue em casa e responda numa folha de papel:

  • O que foi pedido na entrevista?
  • Em quais pontos da entrevista eu fui bem?
  • Em quais eu fui mal?
  • Que teoria/técnicas/ferramentas eu não conhecia?

A partir daí, você pode usar a experiência ruim (e boa) de uma entrevista malsucedida como um trampolim para a próxima, criando um novo plano de estudos direcionado para necessidades do mercado.

Boa sorte nas entrevistas e sucesso nos seus estudos!