Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se
Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se

Teste e entregas para o cliente

Boa noite. Tudo bem?

Em nossas sprints quando terminamos uma pequena atividade, mesmo que o projeto ainda não esteja concluído, passamos para o nosso cliente realizar os testes. Ou seja, o teste é feito quase todos os dias. O cliente vai validando até concluímos a sprint. Não fazemos a reunião para mostrar o resultado para o cliente. Esse resultado é mostrado ao longo da sprint. Tem algum problema de ser assim? Qual seria a desvantagem nesse caso?

1 resposta

No meu caso; o Product Owner (PO) também é um membro do time e trabalha junto conosco (literalmente presente), portanto; o alinhamento e principalmente a aprovação é constante e "online". Nesse sentido; o evento/cerimônia de Review ao final da sprint acaba sendo desnecessário. O ponto negativo seria você deixar de coletar o feedback do usuário final que é muito importante. Particularmente sustento meu ponto de vista em 2 aspectos:

1) O framework (no caso Scrum) ele sugere "o que deve ser feito", e não "como deve ser feito". O framework (ao contrário de uma metodologia) te deixa "livre para escolher" o que mais lhe convir e ou abrir mão daquilo que não faz sentido para a sua realidade.

2) O framework é um guia, ou seja; uma TRILHA que indica onde ir, ao invés de um TRILHO que indica por onde e como ir.

Particularmente usamos a Review para coletar feedback do PRODUTO, seja sobre a cadência da evolução do produto e ou das features já entregues e em uso produtivo. A única ressalva que faço no teu comentário é NÃO CONFUNDIR testes com validação/apresentação da entrega. A qualidade é inerente ao desenvolvimento e o time é responsável também pela qualidade, ou seja; os testes. Em contrapartida, o usuário final (ou PO.) é o responsável por VALIDAR uma história/feature que está sendo entregue (ver definição de pronto - DOD)