Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se
Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se

Previsoes_Singularity_até 2038.pdf

algumas coisa são factíveis, outras nem tanto, como é o caso do petróleo... Assim como uma empresa que adquire um equipamento novo só vai troca-lo depois de exaurir sua vida útil e atingir o limite de depreciação contábil; mesmo que depois de seis meses apareça um equipamento mais eficaz e mais produtivo; acho dificil toda cadeia produtiva de petróleo, incluindo as montadoras de veículos, serem totalmente substituída por energias renováveis em tão curto prazo... não é viável economicamente falando.... outros previsões me lembram o desenho dos Jetsons.... carrros autônomos tudo bem... agora carros voadores... no curto prazo...sem falar que a formação dos condutores teria que se assemelhar a de um piloto de avião... pode ate acontecer...mas no longo prazo... muito longo mesmo... pelo que lembro, já fizeram essa previsão antes, dizendo que ocorreria na virada do século XX para XXI...

3 respostas

Wagner, sugiro a leitura do livro Os Robôs e o Futuro do Emprego do Martin Ford. Ele traz algumas dessas discussões com bases em pesquisas bem interessantes sobre como estão ocorrendo essas mudanças.

https://www.amazon.com.br/Os-rob%C3%B4s-futuro-do-emprego/dp/8568905366

Num mundo onde termos como transformação digital, disruptivo, crescimento exponencial são as bases da nossa evolução não daria tanto descrédito ao que foi dito. E o mais importante, pouco importa no que acreditamos. Temos que buscar informações consistentes, dados e opiniões divergentes para formarmos a nossa própria opinião.

acho que fui mal interpretado... acredito nessa mudança, mas a longo prazo, na cadeia produtiva do petroleo existem milhares de de interesses quem envolvem desde os países produtores (em sua grande maioria a única fonte energetica) até as grandes montadoras de veículos, distribuidoras de combustíveis e a cadeia produtiva que supre essa cadeia primaria... desprezar a força, o lobby desses players no mercado não me parece sensato... não é de hoje que fortes interesses economicos e soberania de países interferem no desenvolvimento e aplicabilidade de novas tecnologias... muitas vezes pagam profissionais para ficarem em casa e não produzirem... melhor te-los parados do que trabalhando na concorrencia...muitas vezes compramos (literalmente) o novo mas engavetamos para lançar em um futuro e evitar "queimar o produto atual"... em outras soltamos produtos com defeitos, cientes disso, pois o recall é mais barato do que perder a produção.... negar a força desses interesses (sem falar dos políticos) com todo perdão, na minha humilde e miope visao e tirar o pé da realidade....

Voltando ao assunto, vale lembrar que o petróleo não produz apenas combustíveis; e mesmo que só produzisse combustíveis, como ficaria obsoleto até a data prevista sendo que a aviação comercial e todo e qualquer tipo de embarcação (até mesmo veleiros) utilizam motores a combustão e não elétricos ? o consumo de navios cargueiros, navios resort e da aviação comercial é imensamente maior do que o de veículos! Que existe essa realidade na Europa é fato, mas vale lembrar que a maioria dos países europeus não são produtores de petróleo e a Alemanha a tempos vem encabeçando essa pressão por veículos elétricos. Importante questionar se o que acontece na Europa pode ser considerada uma amostra Mundial, representativa, dadas as realidades diversas de cada continente. Fico imaginando quando essa mudança seriam possíveis na África ou na America do Sul, como um todo.... Ou em Cuba por exemplo, onde o charme dos carros antigos se deve a impossibilidade financeira de adquirir um veículo 0km ou semi novo a combustão. Sobre previsões e estatística recomendo as seguintes leituras: "A lógica do cisne negro - Nassim Nicholas Taleb" "Como mentir com estatística - Darrell Huff" "38 Estratégias para vencer qualquer debate - Arthur Schopenhauer"