Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se
Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se

Pontos positivos/negativos Ágeis vs Cascata quando se trata em custo (visando lucro) e produtividade (visando qualidade do que é entregue)

Gostaria de entender se é mais caro, para a empresa que presta serviços (terceiro) adotar uma organização de equipes Ágeis ou Cascata. Pois, se a empresa abraça muitos projetos, sairia mais caro ter várias equipes ágeis (desenvolvedores, analistas de negócio, analistas de teste e qualidade) do que uma organização de cascata?

1 resposta

Caro Adriano,

Obrigado pela sua postagem!

O fator custo associado a alocação de mão-de-obra numa equipe de projetos é algo bem mais detalhado e específico, envolvendo diversos fatores alguns até mesmo no nível estratégico para avaliarmos na ótica da organização que vão muito além da escolha da forma em que a equipe irá atuar se é ágil ou cascateada.

De qualquer forma, ressaltamos que no fator de processo de gestão onde optaríamos por usar métodos e técnicas ágeis ou cascateados, temos que avaliar a característica do negócio da organização no sentido de como ele gera valor aos seus clientes.

Por exemplo, se o negócio central da organização é prestação de serviços associada ao desenvolvimento de soluções tecnológicas o que precisamos avaliar é como ela seria mais produtiva, eficiente nas entregas com menos desperdício e retrabalhos durante o processo de prestação de serviços.

A partir daí visualizaremos cenários de perfis de equipes desejadas e dentro de uma estratégia de contratação ou sub-contratação traçaríamos alguns cenários de valores associados a equipe alocada.

Note que só então, quando tivermos os perfis da equipe definidos associadas a real demanda e geração de valor proposta é que de fato pensaremos na forma como esta equipe irá operar e aí aplicamos indicadores de produtividade, para implantar e calibrar o processo de gestão se será ágil, cascata, ou quem sabe híbrido.

Enfim, não "existe receita de bolo" , bem como a premissa de que ágil é sempre mais barato, o importante é ser feita uma análise caso a caso com uma visão holística do negócio!

Bons estudos!