Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se
Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se

Solucionado (ver solução)

Minha ideia de UX

Eu não havia pensado no conceito até smartphones se tornarem tão populares.

Com a necessidade de as empresas formatarem dois tipos de website - um para PC e outro para smartphone - sites mobile PÉSSIMOS começaram a surgir. Com o tempo, claro, eles foram se aprimorando.

Mas a minha primeira experiência com sites mobile foi no geral muito ruim - desistia de navegar ou de usar os serviços, deixando pra fazer quando chegasse em casa, mas raramente retomava o uso, porque esquecia ou porque não era assim tão importante.

Já pensávamos em como as empresas precisavam melhorar o UX de seus sites mobile antes mesmo do termo UX ser criado (ou ser popularizado).

O que me motivou a aprender foi a mudança de carreira. Hoje minha formação é na área arquitetônica, na qual trabalhei por quase 10 anos. Agora, morando na Nova Zelândia, percebo que o mercado não é grande o suficiente e não oferece tantas oportunidades como em São Paulo. Decidi então me aprimorar (especialmente durante o auto-isolamento requerido por conta do COVID-19) - por que não pensar em mudar para uma indústria crescente e sempre em demanda?

2 respostas
solução

Oi Rodrigo,

Muito interessante sua perspectiva. Realmente, poucas pessoas retomam o uso do site depois se a primeira experiência não for boa. Apenas se for algo extremamente necessário.

Também no começo do mobile as empresas estavam esperando para ver se isso de mobile era mesmo necessário ou se poderia esperar. Eu também já trabalhava com usabilidade nessa época e vi essa perspectiva mudando nas empresas.

Obrigada por contar sua história.

Espero que goste da área :)

Obrigado, Livia! :)