Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se
Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se

Solucionado (ver solução)

Dúvida de boa prática

Recebemos o atributo self como a referência de endereço do determinado objeto que estamos criando. Porém pra quem está iniciando, isso fica muito abstrato ( o que é o self rsrsr).

Porém percebi que podemos criar uma variável que receba esse self, e com isso, torna as coisas menos abstratas, (pois o self é "renomeado" com aquilo que estamos realmente criando, como a conta) conforme o código a seguir:

class ContaCorrente:
    def __init__(self, numero_conta, titular_conta, saldo, limite):
        _conta = self
        _conta.numero_conta = numero_conta
        _conta.titular_conta = titular_conta
        _conta.saldo = saldo
       _conta.limite = limite

Minha dúvida é se isso é comumente utilizado, ou se realmente o pessoal acaba sempre utilizando o self, dentro das classes?

1 resposta
solução

Oi Rafael! Como vai?

A boa prática é usar o self mesmo dentro das classes. É uma convenção do Python para qualquer um que ver o código saber que aquela variável esta associada aquela classe.

Vejo que você tem experiência com Java, quando ver como os outros conceitos da orientação a objetos se aplicam a sintaxe do Python, fará mais sentido.

Dentro de Python, temos uma convenção que é a de deixar o código mais "pythônico". Seguimos convenções para facilitar a compreensão do que ocorre dentro do código, mantê-lo simples e coeso. Preferir o simples ao complexo.

Termos como o self, foram criados pensando nesse tipo função. Nesse caso, assim que compreende a função do self, entende que o uso dele também torna as coisas menos abstratas, em menos linhas. =)

Fez sentido? Qualquer coisa estou a disposição.

Bons Estudos!