Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se
Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se

Solucionado (ver solução)

Backlog de Sprint

Trabalho em uma empresa em que o backlog de nenhum sprint é respeitado. O cliente muda tudo a hora que quer, chegamos ao ponto de ter horas da equipe reservadas para fazer este tipo de alocação durante o Sprint, no momento que o cliente pedir. Muitas vezes o cliente decide fazer alocação de uma atividade enorme nos últimos dias do Sprint, quando não há mais tempo hábil para entregar.

Aos poucos percebemos a equipe de desenvolvimento desestimulada, pois não consegue atingir seus objetivos.

Então ficam as perguntas: É possível manter um Sprint com o Backlog sem alterações? Isto é algo aplicável na prática ou é apenas teórico? Como convencer a gerência da empresa que este tipo de atitude prejudica tanto a equipe quanto o cliente?

3 respostas

Boa tarde Irisvanda!

O backlog da sprint precisa ser respeitado. Mais importante que isso, os papéis precisam ser respeitados, o do P.O. (Product Owner), o do Scrum Master o do Time.

Quando você diz: "o cliente muda tudo a hora que quer"; isto está vindo de uma única pessoa ou de um grupo?

Se você olhar lá no Scrum Guide, na seção do Product Owner tem escrito isso:

"O Product Owner é a única pessoa responsável por gerenciar o Backlog do Produto."

"O Product Owner é uma pessoa e não um comitê."

"Para que o Product Owner tenha sucesso, toda a organização deve respeitar as decisões dele(a)."

Essa última afirmativa vale tanto para a área de negócio quanto para a área de TI.


Não faz sentido alocar horas da sprint para discutir ou alterar o backlog; a sprint é para construir o que foi definido.

Não é que seja possível ou não manter uma Sprint com o backlog sem alterações, é fundamental.

Tudo em Métodos Ágeis é prático! O Manifesto Ágil veio justamente para desconstruir muitas teorias extensas e práticas burocráticas que não levavam a bons resultados.

É fundamental que a gerência funcional entenda que o poder não está mais nas mãos dela.

Uma das coisas fundamentais de metodologia ágil é o empoderamento da equipe. Quem diz o que fazer é o P.O., que diz como fazer é a equipe.

Não faz sentido querer alterar aquilo que o P.O. definiu; também não faz sentido interferir na forma como o time de desenvolvimento deve trabalhar. O time de desenvolvimento é auto organizado, as pessoas é que sabem como trabalham melhor e de maneira mais produtiva.


Talvez o grande problema da tua empresa seja o Scrum Master não estar conseguindo cumprir seu papel, seja por falta de habilidade, seja por resistência das pessoas, ou simplesmente falta de compreensão das coisas.

"O Scrum Master é responsável por promover e suportar o Scrum como definido no Guia Scrum. O Scrum Master faz isso ajudando todos a entenderem a teoria, as práticas, as regras e os valores do Scrum."

Agradeço sua resposta Jonas!

Provavelmente falta compreensão dos papeis e das implicações de cada um deles, não só pelo Scrum Master, mas também pelo Product Owner.

Acredito que precisamos promover discussões internas para saber qual a visão que cada um está tendo em relação aos papéis e a aplicação do framework Scrum.

solução

Boa tarde Irisvanda! Não há de quê!

É fundamental colher o feedback de todas as partes envolvidas bem como estar melhorando continuamente.

Entendo que talvez seja interessante mudar as pessoas de função, para que elas saibam o que o outro passa, sintam a dor do outro, e assim se coloquem melhor em relação aos problemas.

Outro ganho do rodízio de função é possibilitar que alguém que não tem perfil para uma determinada função saia dela e quem tem perfil assuma o papel.

Enfim, desejo boa sorte nessa empreitada!

Gostaria de ter mais feedbacks a respeito dessa jornada de vocês.

Sempre que quiser trocar uma ideia, estou à disposição.

Abraço!

Jonas

jjcbj1986@gmail.com

https://www.linkedin.com/in/jjcbj1986/