Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se
Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se

Solucionado (ver solução)

Alguém poderia dar exemplos de empresas que saíram do modelo de silos e se tornaram mais ágeis com a cocriação de processos?

Alguém poderia dar exemplos de empresas que saíram do modelo de silos e se tornaram mais ágeis com a cocriação de processos? Quais foram os passos dados e até onde a empresa se transformou-se? Chegaram a formar squads ou se reestruturar focados em gerar valor?

1 resposta
solução

Caro Felipe,

Existem vários exemplos de empresas que saíram deste modelo de silos e ingressaram na cocriação de processos, como exemplo temos grandes empresas de prestação de serviços de consultoria que antes atuavam com equipes somente focadas em soluções específicas e que tiveram que unir múltiplas competências em equipes de projetos, reestruturar áreas e/ou formar squads para entregar o valor, que por exemplo era esperado pelos seus clientes ao alongo da execução das fases de um contrato de prestação de serviços.

Temos também exemplos de empresas que investiram em inovação e para tal "pinçaram" uma equipe multidisciplinar oriunda de diversos departamentos (silos) em prol do processo de inovação implantado.

Em termos de passos, em linhas gerais temos:

  • O primeiro é o senso comum e aceitação dos funcionários e alta liderança, que a modelo de operação da empresa precisa ser alterado.

  • O segundo é flexibilização da estrutura organizacional para se adequar a visão ágil, ou seja, a aceitação operacional, tática e estratégica que existe um investimento de tempo e recursos na curva de aprendizagem no mindset ágil.

  • O terceiro é medir resultados e evoluções obtidas após a execução dos passos citados acima.

  • O quarto é ajustar o processo sempre visando o aprimoramento e eficiência nas entregas de valor requeridas no dia-a-dia para a manutenção da "saúde" da organização.

Enfim, não tem receita de bolo se seria mais efetivo "somente" formar squads ou fazer uma reestruturação mais profunda na organização, pois isto varia caso a caso e deve ser analisado numa fase preliminar (passo 0) de diagnóstico de necessidades de melhoria nos negócios e/ou reposicionamento de atuação.

Bons estudos!