Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se
Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se

Solucionado (ver solução)

Equipe Ágil: Todo conhecimento necessário

Exercício: Qual alternativa melhor define uma equipe ágil? R:Uma equipe ágil é um grupo de pessoas com todos os conhecimentos necessários para produzir algo.

E quando o time não têm todo esse conhecimento necessário (por exemplo uma nova tecnologia/linguagem que o cliente deseja implantar, ou até mesmo conhecimentos de negócios que não estão documentados, e muitas vezes somente o usuário do sistema sabe, etc)?

3 respostas

Caro Alex,

Agradecemos sua postagem!

Quando formamos uma equipe ágil devemos considerar os objetivos centrais do projeto, antes de definir os membros. Assim, prevendo que a equipe formada será multidisciplinar, para termos os conhecimentos mínimos necessários para executar em conjunto as tarefas do projeto.

Por exemplo, se vamos desenvolver um produto para atender um determinado grupo de clientes, precisamos ter na equipe especialistas (podendo ser o próprio PO em alguns casos) que conheçam detalhes das necessidades que o produto que será elaborado precisa atender em linha com as "dores gerais" do grupo de clientes.

Bons estudos!

Boa tarde Fernando, primeiramente obrigado pelo retorno. Partindo dessa linha de raciocínio onde primeiro se define o projeto para depois definir os membros do time, no caso ao mudar de projeto e na equipe houver falta de conhecimento em alguma linguagem, ou tecnologia ou regras de negócios, deveria haver uma substituição dos membros da equipe ? Nesse ponto, então não haveria espaço em um time ágil para aprendizado, pois o pessoal já deveria entrar "sabendo de tudo" ou o pelo menos o necessário para o desenvolvimento do projeto. Está correto essa reflexão do ponto de vista ágil?

solução

Caro Alex,

Obrigado pela sua nova postagem! Ótimo ponto e reflexão.

Os métodos ágeis em sua essência preconizam muita capacidade de adaptação a mudanças, colaboração e interatividade entre os membros de equipe. Mesmo assim, é importante irmos avançando nos projetos gradativamente em ciclos curtos que gerem releases de entregas.

Assim, seguindo aspectos da engenharia de software seria importante termos releases específicas para discussão de aspectos gerais de modelagem, requisitos e arquitetura da solução (normalmente embutidos em algo semelhante ao "documento de visão").

Não obstante, quando estivermos na fase de implementação (codificação) já teremos uma visão de qual será nosso ambiente de codificação e posteriormente de testes e implantação.

Fora isso, não existe neste mundo dinâmico e de grandes transformações que estamos vivendo profissionais "sabe tudo". Desta forma, o que temos são pessoas com mais conhecimentos e habilidades prévias em determinados assuntos, como no uso de uma linguagem de programação por exemplo. Mas isto não quer dizer que estas pessoas consigam resolver tudo sozinhas sem ajuda e colaboração de ninguém.

Com isso tudo, considerando ciclos curtos com as etapas/releases do projeto podemos ir trabalhando em paralelo as competências da equipe mesclando profissionais mais seniores e mais juniores para que todos possam colaborar e trocar experiências.

Sendo assim, dentro da agilidade sempre existe espaço para a aprendizagem contínua.

Bons estudos!

Quer mergulhar em tecnologia e aprendizagem?

Receba a newsletter que o nosso CEO escreve pessoalmente, com insights do mercado de trabalho, ciência e desenvolvimento de software