Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se
Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se
1
resposta

Diminuir o Nº de ip disponiveis na Classe C

No curso ficou evidente que cada classe há um limite de endereços ips. Classe A começa de 1.xxx.xxx.xxx a 126.xxx.xxx.xxx; classe B começa de 128.0.xxx.xxx a 191.255.xxx.xxx classe C começa de 192.0.0.xxx a 223.255.255.xxx

A classe C tem 253 ips disponíveis sendo que a 192.168.0.0 é o endereço da rede e o 192.168.255.255 é o broadcast, como faço para limitar mais ainda o Nº de ips disponíveis? eu posso colocar colocar uma mascara no 4º octeto? exemplo: 255.255.255.1

1 resposta

Boa noite, Daniel!

No IPv4 existem 5 classes, a saber: Classe A: de 1 a 127 Classe B: de 128 a 191 Classe C: de 192 a 223 Classe D: de 224 a 239 (Utilizado para multicast) Classe E: de 240 a 255 (experimental).

Para a classe C, o endereço padrão é o 255.255.255.0. Com essa máscara é possível termos 256 endereços possíveis, ou seja, do 0 ao 255 (totalizando 256). Porém, temos que tirar dois endereços: O endereço de rede e o endereço de broadcast: O endereço de rede terá o último octeto como 0 (zero) e o endereço de broadcast o último octeto preenchido, no caso "255.

Sendo assim, temos 254 IP's disponíveis para endereçamento.

Obs.: Octeto é um conjunto de 8 bits. Logo, para os endereços IPv4 temos 4 octetos (ou 4 bytes) separados por um "." (ponto final), ou seja, 32 bits. Se você pegar a calculadora do Windows no modo programador, poderá observar que o número "255" em decimal é representado por 8 bits "ligados" (com o valor "1"): "11111111"

Para limitar os IP's disponíveis podemos utilizar o método CIDR - Classes Inter-Domain Routing. Esse método, criado em 1993, tinha a função de desacelerar o esgotamento dos endereços IPv4. E com a utilização desse método podemos criar subclasses, que é justamente o seu questionamento.

Vamos exemplificar utilizando o endereço de classe C 192.168.0.0 com a mask 255.255.255.0

O último octeto está com valor "0", ou seja, todos os bits estão "desligados". Para fazermos a subclasse, devemos ligar os bits sempre da esquerda para a direita (perceba que é a mesma estratégia quando deixamos de usar um endereço da Classe A para usarmos um endereço da Classe B - trocamos o segundo octeto de 0 para 255, ficando assim: 255.255.0.0).

Dessa forma, qual o valor que devemos colocar no último octeto?

Para dividirmos os 256 endereços possíveis para a metade, utilizamos o valor 128 no último octeto, ou seja, teríamos uma máscara de rede da seguinte forma: 255.255.255.128 (ou na notação CIDR /25, que representa todos os bits com o valor 1 da esquerda para a direita). Para dividirmos os 256 endereços possíveis em 4 partes, isto é, 4 subredes, utilizamos: 255.255.255.192 (ou /26). Nesse caso temos 64 endereços disponíveis e 62 endereços para hosts - lembrando que 64 temos que diminuir -1 (do endereço de rede) e -1 (do endereço de broadcast). A menor mask possível é a /30, ou 255.255.255.252, no qual temos 64 subredes e apenas 2 endereços possíveis para host. Geralmente a máscara /30 é utilizada em roteadores.

Dê uma olhada na página https://techlibrary.hpe.com/docs/otlink-wo/CIDR-Conversion-Table.html que você pode verificar as máscaras, subredes e endereços disponíveis para hosts.

Espero ter ajudado.

Obs.: Lembre-se que para cada conjunto temos que atentar para os endereços de rede e de broadcast.

Quer mergulhar em tecnologia e aprendizagem?

Receba a newsletter que o nosso CEO escreve pessoalmente, com insights do mercado de trabalho, ciência e desenvolvimento de software