Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se
Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se

Adaptando um equipe regida por comando e controle para uma auto organização

Trabalhei em um projeto em que as atividades eram separa das e atribuídas de a uma pessoa, sem uma avaliação de capacidade do profissional. Isso acarretava alguns problemas, tanto da parte de fazer o que o líder/gerente ordenava, ignorando qualquer opinião ou sugestão do encarregado, como na falta de conhecimento sobre a capacidade do profissional encarregado de executar tal tarefa. Então tínhamos pessoas que tinha um know-how de uma coisa que poderia estar atuando encima disso, mas que foi ordenado a fazer outra coisa, quando uma pessoa sem o know-how daquela atividade quebrava a cabeça para executa-la. Isso gerava: insegurança pessoal; atraso - pois o profissional tinha que interromper sempre a pessoa com o conhecimento da atividade para ajuda-la e nem sempre este recurso estava disponível; desconforto pessoal; feedback negativo.

Numa equipe auto organizável, o líder/gerente teria apenas que apontar o norte, definir os objetivos e onde estão os recursos (como o exemplo da formiga rainha que deixa o rastro até a fonte de alimento) e os profissionais se organizariam ente si (caso o líder não possua o conhecimento do know-how de cada integrante da equipe para atribuir as atividades de forma produtiva, direcionada à pessoa certa para executá-la) de acordo com sua capacidade, trabalhando juntos para chegar da forma mais produtiva de atingir o objetivo. O que poderia ser feito era: apresentar os problemas, quebra-los em tópicos e compartilha-los para os demais integrantes da equipe. Eu chamo de "traga-me o problema para que eu forneça a melhor solução", pois os integrantes utilizaram seus conhecimentos em conjunto para atingir as metas e objetivos do problema.

Gostaria de um feedback desse assunto abordado. Grato.

1 resposta

Cara Adriano,

Obrigado pela sua postagem!

Suas considerações nos reforçam alguns pontos centrais na atuação de um líder, dentre eles poderíamos citar:

  • Aplicação de técnicas de delegação estruturada e facilitação de entendimento do precisa ser realizado de maneira clara e consistente.
  • Proposição e ajuste com a colaboração da equipe de um processo de comunicação no dia a dia dos trabalhos criando um ambiente que possibilite produtividade e eficiência.
  • Conhecimento das competências da equipe em que lidera.
  • Atuação na capacitação constante da equipe reforçando pontos chave associados as demandas dos trabalhos no dia a dia.
  • Aplicação estruturada de lideranças situacionais aproveitando ao máximo competências e capacitações pré-existentes na equipe.
  • Atuação como mediador de conflitos e tomador de decisões em prol da elevação da produtividade da equipe.

Bons estudos!