Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se
Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se

Solucionado (ver solução)

Acréscimo de tarefas no backlog do Sprint devido a refinamento de requisitos durante o desenvolvimento das histórias

Às vezes, durante o desenvolvimento de uma história no meio de um Sprint, o time percebe detalhes que não foram percebidos durante as reuniões de planejamento, ao decompor uma história em atividades. Digamos que tratava-se de uma história simples, com seus critério de aceitação (requisitos) e naturalmente, ao trabalhar com a história, perceberam um requisito a mais que é necessário para que ela consiga fechar de forma coerente.

O time tinha aceitado esta história na reunião de planejamento, porém, esta nova descoberta tem certo impacto, de forma que pode ser que não consiga terminar a história até o término do Sprint.

Dúvidas: O time de desenvolvimento pode acrescentar critérios de aceitação, fruto do entendimento melhor da história, durante o desenvolvimento do Sprint? Ou então deve deixar a história com um "furo"? É necessário consultar e avaliar com o P.O.? E se o time e o P.O. descobrem que é possível atender, ou então, que é possível atender parcialmente durante o desenvolvimento do Sprint, o time pode acrescentar tarefas no backlog do Sprint, ou então demorar mais que o previsto para terminar as tarefas daquela história?

1 resposta
solução

Hudson, tudo bom?

Os critérios de aceitação são aqueles utilizados para verificar se o que foi descrito pelo PO na história está de acordo com o incremento entregue e o valor esperado para o negócio.

Além dos refinamentos a Sprint Planning é uma cerimônia na qual a história é mais detalhada até chegar no critério de Ready o que valida uma história a entrar no Backlog da Sprint. Mesmo depois desses processo ainda podem sim haver problemas de entendimento que precisam ser alinhados com o PO. Ou seja, a equipe não pode acrescentar sozinha critérios de aceite na história visto que eles são critérios ligados ao negócio.

O mesmo falando de quando a equipe entende que não irá atingir a meta da Sprint, a negociação deve ser feita com o PO. Apenas na ausência desse a equipe tem autonomia para tomar a melhor decisão possível, e na ausência permanente deve-se conversar com o PO e em alguns casos trocá-lo.